quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Efeito estufa


O efeito estufa é um processo natural em que a atmosfera absorve energia solar, aquecendo a Terra o suficiente para que possa abrigar vida.

Muitos cientistas acreditam que as atividades humanas que aumentam os "gases do efeito estufa" estão provocando um aquecimento exagerado da atmosfera.

Entre esses gases estão o dióxido de carbono, emitido pela queima de combustível fóssil e pelo desmatamento, e o metano, emitido em campos de arroz irrigado e de depósitos de lixo.
BBC Brasil

O efeito estufa é um fenômeno atmosférico natural, em que alguns gases que compõem a atmosfera funcionam como o vidro de uma estufa, que deixa passar a luz solar para o interior, mas aprisionam o calor gerado dentro da estufa, ele mantém a Terra aquecida ao impedir que os raios solares sejam refletidos para os espaço e que o planeta perca seu calor, sem ele a Terra teria temperaturas medias abaixo de 10ºC negativos. O que vem ocorrendo e o aumento do efeito estufa causado pelas intensas atividades humanas, sendo a principal delas a liberação de CO2 (dióxido de carbono) na atmosfera. Os gases presentes na atmosfera, como o vapor de água, que é o principal "gás estufa", cuja quantidade contida no ar varia muito, no tempo e no espaço. O segundo em importância é o gás carbônico (CO2)como ja foi mencionado. Além desses existem metano (CH4), ozônio (O3) e óxido nitroso (N2O). Os Compostos de clorofluorcarbono (CFCS), fabricados pelo homem, também são capazes de aprisionar calor. Há claros sinais de que atividades humanas estão aumentando a emissão desses gases e, consequentemente, intensificando o efeito estufa

Os gases estufa são transparentes, permitindo que a vibração das moléculas produza calor, também conhecidas como radiação terrestre. Esse calor gerado pelas superfícies aquecidas volta para a atmosfera, sendo absorvido pelos gases estufas, que se aquecem. Esse fenômeno faz com que a atmosfera próximo à superfície, permaneça aquecida durante várias horas após o por-do-sol, resfriando-se lentamente durante a noite. A temperatura aumenta toda vez que dirigimos um automóvel, tomamos um avião ou queimamos madeira. As árvores são grandes armazéns naturais de CO2. Bilhões de toneladas de CO2 da atmosfera são absorvidos pelas florestas do planeta que, dessa forma, ajudam a estabilizar o clima mundial. Mas, quando florestas são queimadas, a substância retida volta à atmosfera.
A maior parte dos gases de estufa têm fontes naturais , além das fontes antropogénicas, contudo existem potentes mecanismos naturais para removê-los da atmosfera. Porém, o contínuo crescimento das concentrações destes gases na atmosfera dão origem a que , mais gases sejam emitidos do que removidos em cada ano. Tem havido um aumento considerável de 25% de CO2 na atmosfera. Os níveis de CO2 variam consoante a estação, sendo esta variação mais pronunciada no hemisfério norte, visto que apresenta uma maior superfície terrestre, do que no hemisfério sul. Este fato ocorre devido às interações que ocorrem entre a vegetação e a atmosfera.

Se o ritmo atual de emissões continuar, a concentração de dióxido de carbono duplicará até o final do século. O resultado será um aumento médio da temperatura da Terra em cerca de 1°C.
À medida em que o planeta esquenta, a cobertura de gelo dos Pólos Sul e Norte derrete. Quando o calor do sol atinge essas regiões, o gelo reflete a radiação de volta para o espaço. Se a cobertura de gelo derreter, menos calor será refletido. É provável que isso torne a Terra ainda mais quente. O aquecimento global também provoca maior evaporação de água dos oceanos, levando à maior concentração de vapor d'água na atmosfera. Como o vapor d'água é um gás do efeito estufa, o . problema tende a se agravar.
As conseqüências do efeito de estufa serão sentidas tanto a nível global como a nível regional. O aquecimento global poderá levar à ocorrência de variações climáticas tais como: alteração na precipitação, subida do nível dos oceanos (degelos), ondas de calor. Assim é natural registar-se um aumento de situações de cheias que consequentemente irá aumentar os índices de mortalidade no planeta Terra.
Um caso bastante atual refere-se ao fenômeno do El Ninho, um aumento de temperatura no sistema oceânico, que deu origem a uma onda quente por todo o mundo. Como resultado direto, verificou-se uma deslocação dos mosquitos responsáveis pela propagação da malária e febre amarela para regiões temperadas a altitudes mais elevadas, atacando os grupos de pessoas mais vulneráveis da sociedade.
Uma profunda alteração do clima terá uma influência desastrosa nas sociedades afetando a produção agrícola e as reservas de água, dando origem a alterações econômicas e sociais.
A variação climática irá provavelmente aumentar a freqüência de dias de intenso calor, o que representa um aumento do número de mortes.
Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

2 comentários:

Matheus disse...

Muito bom este post explicando o efeito estufa. Extremamente didático!

Matheus disse...

Indicarei aos meus alunos!

Geografia e a Arte

Geografia e a Arte
Currais Novos

Na Hora da Geografia

Loading...